sábado, 26 de março de 2011

Foge-me o tempo

Foges-me tu.

Pudera guardar-vos numa mão fechada.
Ter-vos à distância de um abrir.
De um olhar.

8 comentários:

NUXA disse...

Mesmo estando no mundo e não guardados na mão, não os deixes tu fugir. Se calhar podes... =)

Helena disse...

Tão simples e tão profundo! Gostei :)

Conceição disse...

Se conseguires, agarra bem! ;)

filipe disse...

E da simplicidade que se vê através de uma lente cor-de-rosa se faz um post muito singular!

memyselfandi disse...

NUXA, há coisas que realmente não estão nas nossas mãos... =)

memyselfandi disse...

Helena, fico contente =)

memyselfandi disse...

Conceição, lá está, e como é que se consegue isso? =)

memyselfandi disse...

Filipe, "post singular" é bem! Obrigada! =)